6 fatos incríveis sobre os cupins







A maioria das pessoas tem uma visão bastante negativa dos cupins, e que talvez seja justificada, ao considerarmos o dano que eles causam aos nossos imóveis. Contudo, se pudermos colocar esse fato de lado, veremos que eles são na verdade criaturas incríveis. Eles estão na Terra há mais de 300 milhões de anos. Para alcançar esse sucesso, os cupins evoluíram para ser insetos sociais bastante sofisticados, com uma gama de comportamentos complexos e habilidades fascinantes. Aqui estão 6 fatos incríveis sobre os cupins:




  1. Há pelo menos 2.500 espécies diferentes conhecidas de cupins no planeta... Que sabemos até agora. Cupins são divididos em classes e sub-classes e até o momento os cientistas identificaram 2.500 espécies distintas. No Brasil temos três de maior importância, o cupim da terra ou subterrâneo, o cupim de madeira seca e o arbóreo. Muitas das espécies mais destrutivas em nosso país não são nativas.
  2. As cupins rainhas têm clones. As colônias de cupins são organizadas sob uma hierarquia, semelhante à das colmeias de abelhas. Elas têm um rei e uma rainha que são o casal reprodutor. Contudo, a rainha frequentemente terá um clone reserva para o caso de sua morte. A razão dela ter um clone é para prevenir qualquer dano provocado ao pool genético por relações incestuosas, evitando que o rei acasale com suas filhas.
  3. Cupins nunca dormem. Cupins nunca precisam de sono. Sim, essa é uma má notícia. Uma infestação de cupins trabalha 24 horas por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano. Os operários vivem cerca de dois anos e trabalham a todo minuto de cada dia.
  4. Baratas e cupins têm mais em comum do que cupins e formigas. A maioria das pessoas assume que cupins e formigas são parentes próximos, mas de fato, cupins e baratas são mais próximos. A maior diferença entre eles é a organização social. Enquanto as baratas são fortemente individualistas, cupins são dedicados à comunidade.
  5. Em breve, poderemos viver e trabalhar em construções inspiradas nos métodos e técnicas de engenharia dos cupins. Nós gastamos grandes quantidades de dinheiro aquecendo e esfriando nossas construções, enquanto os cupins são capazes de obter o mesmo resultado utilizando métodos passivos, aproveitando o sol, vento e a mudança de estações para garantir que suas construções estejam sempre na temperatura certa. Muitos arquitetos e engenheiros trabalham em replicar isso nas construções humanas.
  6. A biomassa total dos cupins é maior do que a biomassa total dos humanos. Biomassa é a medida de uma espécie inteira e é estimado que para cada quilograma de biomassa humana, há cerca de cinco quilogramas de biomassa de cupins. Embora um humano pese em média 80 quilos, e um cupim pese menos do que um grama, eles ainda nos superam em uma relação de cinco para um.


Categories: | Leave a comment

Leave a Reply

Dúvidas e Comentários?